Sabias que...

A Volta a Portugal (Edição Especial 2020) foi organizada em apenas 2 meses?

          Perante um ano cheio de incertezas e desafios colocados pela Pandemia de SARS-COV-2 que ainda atravessamos, muitos eventos nas mais diversas áreas viram a sua realização comprometida, deixando muitas agendas em branco, numa tentativa de zelar pela segurança dos portugueses.

          Contudo, e contra grande parte das expetativas, uma das maiores provas desportivas nacionais saiu este mês às ruas do país. A tradicional Volta a Portugal organizada todos os anos pela Federação Portuguesa de Ciclismo, que geralmente decorre durante o mês de agosto, terminou no passado dia 5 de outubro, mas sob forma de uma Edição Especial. 

          Esta é uma prova de enorme importância para os profissionais da área e seguida por milhares, pelo que a sua realização, normalmente já complexa, se tornou este ano um desafio ainda maior em termos logísticos e operacionais, pelas condicionantes colocadas pela pandemia.

          Para esse fim, foi nomeada uma equipa “taylor made” (feita à medida) da Rangel Logistic Solutions, operador logístico da prova, para corresponder a todas as exigências particulares deste tipo de evento especial. Esta prova desportiva envolve timings bastante restritos e uma vasta valência multidisciplinar, de modo a que possa existir uma coordenação integrada de recursos nas várias cidades envolvidas nesta edição especial da Volta, com 9 etapas, e muito a acontecer ao mesmo tempo em geografias distintas, numa extensão de 1183,9 quilómetros.

          Foram utilizados 10 Camiões TIR e 20 viaturas ligeiras para transporte de pessoas e materiais. A equipa de montagem de todas as estruturas envolvia 60 pessoas de um total de 300 envolvidas na organização da prova. .

          A logística das Partidas era feita na véspera das mesmas, sendo as Chegadas o momento que envolvia o maior esforço de toda a equipa, uma vez que as montagens tinham início por volta das 7 horas da manhã, terminando apenas a 2 ou 3 horas da chegada efetiva dos ciclistas.

          É de salientar que a cada etapa era necessário montar e desmontar todo o material, dai ser imprescindível uma coordenação sem falhas.

          Este processo era feito pelos grupos de: sinalização, estruturas (com subgrupo direcionado para a decoração e publicidade), segurança, três equipas médicas e pelo secretariado e comunicação (responsável pela ligação com a comunicação social e os 4 principais parceiros da prova encarregues da alimentação e suporte à Volta). 

          A prova em si, constitui desde sempre um desafio! Não apenas para os desportistas que nela competem como também para as equipas encarregues da sua operacionalização e logística. Num ano atípico e com timings ambiciosos a sincronização é a palavra chave para definir a organização ambiciosa e audaz da Volta a Portugal, Edição Especial 2020, em apenas 2 meses.

  • Facebook
  • Instagram

Avenida das Forças Armadas

1649-026 Lisboa